Liberando portas e ips externos

Notice: Undefined variable: ” in /srv/www/lbr.com.br/site/modules/assunto/assunto.php(98) : eval()'d code on line 29
Liberar portas e usuarios para conectar internamente
1)ir em global -> grupo de serviços e verificar se a porta que se que liberar já existe. Caso não exista será necessário cria-la e identifica-la com um nome.
2) em Empresa -> Hosts, verificar se o ip da origem ( que fará a conexão), já existe, caso não exista deverá ser criado. O mesmo acontece com o ip do destinatário dentro da empresa, ou seja a máquian que receberá a conexão internamente. Todos devem estar cadastrados nos hosts
3) Feito isso eh necessário criar a regra, Servidor -> regra
	3.1)  Como a conexão vem de fora para dentro da empresa, a regra será do tipo 
internet para local (int – loc). No FireUau! as regras aparecem da seguinte forma: 3.1.1) ID (número da regra) Nome (origem/destino e nome da regra) Origem (ip
ou rede origem e porta de origem) Destino (ip ou rede destino e porta de
destino) 3.1.2) Caso já exista alguma regra semelhante a que se deja criar, basta
clicar nela e selecionar a opção de copiar, bastando apenas modificar os
parametros necessários. 3.1.3) A porta de origem da origem geralmente recebe o parametro “all”, o
ip deve receber o ip da origem. A porta de destino deve ser aquela visualizada ou
criada no passo 1, em grupo de serviços. E o ip de destino deve ser o ip da
maquina interna que receberá a conexão. 3.1.4) TODOS OS IPS DEVEM ESTAR CADASTRADOS EM SERVIDOR -> HOSTS PARA QUE
SEJA POSSÍVEL CIRAR AS REGRAS. Caso eles não estejam cadastrados, não poderá ser
visualizado no momento da criação da regra.

4) Criação do nat
	4.1) As configurações de nat encontram-sem Servidor-> Nat e são apresentadas 
da seguinte maneira: ID (número da regra) Nome (origem/destino e nome da regra)
Descrição, Externo (ip ou rede origem e porta de origem) Interno (ip ou rede
destino e porta de destino) 4.2) Caso já exista algum nat semelhante a que se deja criar, basta clicar
nela e selecionar a opção de copiar, bastando apenas modificar os parametros
necessários.

5)Ir em utilitários -> recarrega e testar
6) Verificar os erros. As aspas e colchetes fazem parte apenas do manual e não dos comandos.
	6.1) Caso ainda esteja ocorrendo algum bloqueio, é possível verifica-lo no 
arquivo: /var/log/messages. 6.1.1) Visualize o arquivo om muito cuidado, pois ele não deve ser
modificado. 6.1.2) Apoś o via no arquivo, digite o comando “:, para que vá ao final
do arquivo. 6.1.3) No final do arquivo digite “?[ip da origem]” 6.1.4) Verifique se o há ocorrencia do ip e a sua data, para ter certeza de
que a mensagem é rescente. Caso seja atual, veja se na lina existe algo como
(LOC-INT) ou (INT-LOC) caso exista, significa que a regra está incorreta ou não
existe. Verifique se a regra criada no passo 3.1 é igual ao que aparece nesta
mesagem do lig. Algumas vezes se cria a regra de (int-loc) e pode ser necessários
criar a de (loc-int).
IP
3.229.142.91